SOBRE

História

O Festival Internacional de Cinema de Santarém (FICS) nasceu em 1971, fruto da vontade de vários apaixonados pelo cinema em trazer os melhores filmes nacionais e internacionais à cidade, dando um importante e necessário impulso à vida cultural da região. Ao longo das várias edições, apresentou uma programação de obras com grande qualidade artística que exploravam as temáticas agrícola, rural e ambiental.

De 1971 a 1989, foram exibidos filmes de todo o mundo e o FICS tornou-se um marco do panorama cultural nacional, sendo um dos primeiros festivais de cinema de carácter internacional em Portugal.

Em 2023 o Cineclube de Santarém, em parceria com a Câmara Municipal de Santarém, deu uma nova vida ao Festival, reativando-o, passados 34 anos. A 16ª edição ocorreu entre 24 e 28 de Maio no Teatro Sá da Bandeira, por onde passaram mais de 1000 espectadores e onde foram projectados 36 filmes de 19 países, contando com a presença de figuras de renome do cinema nacional e internacional.

A 17ª edição do FICS acontecerá entre os dias 14 e 19 de Maio de 2024, com a ambição de expandir a sua presença na região e consolidar a sua marca na história cinematográfica do país.

O Festival

A relação do ser humano com o seu meio, na interação deste com o mundo natural, é um dos grandes temas do nosso tempo. Como é representada esta relação no cinema? Que imagens se criam e que questões surgem? Que passados existem e que futuros imaginamos?

O FICS é um lugar onde se explora a complexidade do mundo através do cinema. O trabalho, a natureza, a indústria, a preservação ambiental, as alterações climáticas, as tradições, a ruralidade, o que permanece e o que se altera, os gestos da terra no grande ecrã.

O Festival tem uma abordagem livre em relação a estas representações, abraçando as mais diversas abordagens artísticas e formais como a ficção, o documentário, a animação ou o cinema experimental.

Acreditamos que um festival de cinema é um corpo plural, feito de diálogos e de encontros entre os filmes e o público. Esta energia transformadora irá espalhar-se pela cidade de Santarém, num trabalho dedicado pela descentralização do acesso à cultura, pela cidadania participativa, pelo ensino através da arte e em comunidade, por uma ação sustentável e pela valorização do território.

Valores

Mostrar, apoiar e promover a produção de cinema independente a nível nacional e internacional.

Fazer chegar a diferentes públicos novas propostas cinematográficas, em diversos formatos.

Promover a descentralização da exibição de cinema e acesso à cultura em Portugal.

Promover a educação e formação pelo cinema, através de actividades organizadas em contexto escolar e familiar.

Promover um festival acessível, inclusivo e sustentável.

Criar acções que contribuam para a valorização das tradições e património da região, promovendo os recursos turísticos, gastronómicos e agrícolas regionais, como base de estímulo para uma economia local e sustentável.